Li & Recomendo: Como água para chocolate

Olá estimados leitores, olha eu aqui com uma resenha de um livro que li ano passado, mas que esqueci, falha minha, de postar a resenha por aqui.
O livro em questão, Como água para chocolate, além de ter sido um sucesso de crítica ganhou versão cinematográfica em 1992 que também obteve grande sucesso.
Enfim, sem delongas, os deixarei com a resenha do livro e também com o trailer do filme para o caso de você, caro leitor, sentir água na boca e querer, além de ler o livro, assistir ao filme também. Recomendadíssimo.


O tempero da mulher mexicana

Algumas histórias não precisam de muito para seduzir o leitor ao ponto de fazê-lo envolver- -se com a trama narrada e com seus personagens de modo que seu término deixa uma sensação de que a narrativa poderia ter sido prolongada um pouco mais. Justamente essa sensação de quero mais, quando algo é definitivamente saboroso ao ponto de nos fazer querer além da conta, é que o leitor pode sentir ao ler "Como água para chocolate" (Laura Esquivel, Bestbolso, 2014).
O livro desta brilhante escritora mexicana nos apresenta a história de amor de Tita e Pedro que desde o início está fadada ao fracasso por uma série de infortúnios sendo Mãe Elena, matriarca dominadora da família de Tita, o maior obstáculo a união do casal.Ora, a narrativa em si parece ser apenas mais do mesmo num primeiro momento, no entanto, o que torna "Como água para chocolate" especial é a relação que a comida tem com toda narrativa já que é por intermédio do alimento que Tita, a protagonista, está intrinsecamente ligada; assim, a cada prato preparado um misto de emoções contagia a todos num clima que vai da nostalgia até o extremo da sensualidade tudo regado, é claro, com um importante elemento que por vezes encontramos nas narrativas latino-americanas: o fantástico.
Laura Esquivel de modo primoroso incorpora em sua história receitas tipicamente mexicanas que tornam o livro não só um romance, mas também um livro de culinária já que a cada capítulo uma receita diferente pode ser encontrada; sem contar, ainda, a importância histórica dada a trama que aborda traços da revolução mexicana ocorrida no começo do século XX.
Desse modo, ler "Como água para chocolate" pode se tornar, em certa medida, uma experiência rica de sabores e temperos onde a cozinha mais do que um ambiente é o lugar de maior destaque numa casa, não só por unir a família, mas representar uma parte daquilo que em cada cultura adquire um significado diferente e todo especial no que se refere ao alimento e sua maneira de prepará-lo. Leitura recomendada!


Comentários

  1. Gostei da resenha Lucy. Que eu me lembre, nunca cheguei a ler nenhum livro mexicano e fiquei bem interessada neste título, principalmente pelo fato da adaptação cinematográfica ter sido bem aclamada. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meta de leitura 2016

Uma lição sobre o suicídio

Expressões idiomáticas ao pé da letra